este

src="http://www.google.com/friendconnect/script/friendconnect.js">

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

HISTÓRIA DA MATEMÁTICA

UM ESTUDO DE SEUS SIGNIFICADOS NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA


WEDES JÚNIOR GOMES DE OLIVEIRA,
professor licenciado em Matemática e aluno do
Curso de Pós-Graduação em Metodologia do
Ensino de Matemática e Física (UNINTER).

INTRODUÇÃO

Na atualidade, a História da Matemática encontra-se ausente da sala aula, principalmente, no ensino médio. Tal conteúdo deixou de ser um recurso apresentado nos livros didáticos. No entanto, ele pode ser utilizado visando inovar a prática pedagógica e proporcionar melhores rendimentos no processo educativo.
A História da Matemática é importante na formação do aluno porque dá a ele a noção de que esta é constituída por erros e acertos.
Quando a História da Matemática é utilizada em sala de aula, torna-se um recurso pedagógico fundamental, capaz de contribuir não só na Educação Matemática, mas de minimizar as dificuldades de aprendizagens tão comum no ensino desta disciplina.
A utilização desse recurso em sala de aula sugere uma contextualização histórica do conteúdo que se quer trabalhar. Assim, mais do que nunca, o professor deve buscar meios/condições de inserir esse recurso em suas aulas, possibilitando ao aluno uma visão de que a Matemática é uma disciplina em desenvolvimento.

1 A HISTÓRIA DA MATEMÁTICA: IMPORTÂNCIA E UTILIZAÇÃO

A Matemática é uma construção humana. Ela foi sendo desenvolvida ao longo do tempo. Esse processo evolutivo pode ser visto através de sua história, cujo conhecimento permite compreender a origem das idéias que deram forma à cultura matemática.
Um renomado teórico afirma que “um dos maiores erros que se pratica em educação, em particular na Educação Matemática, é desvincular a Matemática das outras atividades humanas”.
Em Matemática é impossível discutir práticas educativas que se fundam na cultura, em estilos de aprendizagem e nas tradições sem recorrer à História, que compreende o registro desses fundamentos
Como toda ciência, a Matemática tem um processo histórico. Fruto da construção humana, a Matemática é gerada pelas necessidades práticas construídas para atender a certas demandas da sociedade.
A história da Matemática pode promover o ensino-aprendizagem da Matemática escolar por meio da compreensão e da significação, proporcionando ao aluno entender que o conhecimento matemático é construído historicamente.
Em sala de aula, esse recurso pedagógico deve ser encarado, sobretudo, pelo seu valor de motivação para essa ciência. A prática pedagógica deve ser conduzida de modo a motivar os alunos. Tal motivação pode ser conseguida com a utilização de coisas interessantes que poderão ser inseridas dentro do assunto que se quer abordar.
É importante destacar que a História da Matemática também ajuda a definir o que se entende por Matemática. Pois, através dela é possível destacar as origens da Matemática nas culturas antigas, focalizado seu desenvolvimento na Idade Média e entender seu campo de utilização na atualidade.
Utilizando a História da Matemática em sala de aula, o professor pode situar a Matemática como uma manifestação cultural de todos os povos em todos os tempos, como a linguagem, os costumes, os valores, as crenças e os hábitos, e como tal diversificada nas suas origens e na sua evolução; mostrar que a Matemática que se estuda nas escolas é uma das muitas formas de matemática desenvolvidas pela humanidade, bem como destacar que essa matemática teve sua origem nas culturas da Antiguidade mediterrânea e se desenvolveu ao longo da Idade Média e somente a partir do século XVII se organizou como um corpo de conhecimentos, com um estilo próprio.
A História da Matemática pode ser utilizada na elaboração e realização de atividades voltadas à construção das noções básicas de conceitos matemáticos, fazendo com que os alunos percebam o caráter investigatório presente na geração, organização e disseminação desses conceitos ao longo do seu desenvolvimento histórico.
Ao abordar a História da Matemática em sala de aula, o professor deve revelar a Matemática como uma criação humana, mostrando aos seus alunos que tal ciência é fruto da necessidade humana. Se assim ou fizer, o professor poderá despertar interesse dos alunos para a história dessa magnífica ciência, que auxilia o homem a construir seu espaço no mundo.
Ademais, o não conhecimento da História da Matemática pode resultar numa visão linear e acumulativa do desenvolvimento da matemática que não aceita mudanças, bem como desconsiderar a contribuição de diversas gerações para o conhecimento matemático, apresentar o trabalho científico como um trabalho reservado às minorias, especialmente dotadas.
Nas diversas civilizações, as idéias matemáticas estão presentes em todas as formas de fazer e de saber, refletindo as ações humanas. Assim, não é possível falar em História da Matemática, sem, contudo, fazer uma reflexão sobre o desenvolvimento intelectual e social do homem. Pois, a Matemática é a espinha dorsal do conhecimento científico, tecnológico e sociológico.
Dentro desse enfoque, surge um novo conceito que vem sendo desenvolvido para reforçar a importância da História da Matemática no ensino. Trata-se da Etnomatemática, hoje considerada uma subárea da História da Matemática e da Educação Matemática. Esta, por sua vez, pode ser entendida como a matemática praticada por comunidades distintas, grupos culturais que se identificam por objetivos e tradições.
Com e através da Etnomatemática, a História da Matemática pode ser vista como um processo de transposição didática, que, em conjunto com outros recursos didáticos e metodológicos, pode oferecer uma importante contribuição ao ensino e à aprendizagem da Matemática, independentemente do nível de ensino.

2 O USO DA HISTÓRIA DA MATEMÁTICA EM SALA DE AULA

Vários autores justificam o uso da História da Matemática no currículo escolar, afirmando que existem inúmeras formas de se utilizar esse recurso em sala de aula. Utilizando a História da Matemática em sala de aula o professor proporciona ao aluno condições que permite que ele descubra a dimensão de liberdade da criação da Matemática, ao mesmo tempo em que compreende melhor sua aplicabilidade real.
No entanto, “não é necessário que o professor seja um especialista para introduzir História da Matemática em seus cursos [...]. Não é necessário desenvolver um currículo, linear e organizado, de História da Matemática. Basta colocar aqui e ali algumas reflexões. Isto pode gerar muito interesse nas aulas de Matemática. E isso pode ser feito sem que o professor tenha se especializado em História da Matemática”.
Através da história da matemática é possível perceber que essa ciência percorreu um longo caminho na história da humanidade, passando por várias fases de seu processo evolutivo.
Em sala de aula, a História da Matemática possui um papel fundamental, pois ela pode estimular o espírito dos estudantes, desenvolver o espírito crítico e também fazer com que os alunos compreendam as idéias subjacentes às teorias e aos teoremas que são apresentados, em geral, em sua forma final.
A utilização da História da Matemática em sala de aula permite ao professor uma oportunidade mais ampla e contextualizada de sua disciplina, interligando a Matemática com outras disciplinas, respeitando suas especialidades. Ela pode ser utilizada em sala de aula, visando fazer a integração entre os conteúdos da Matemática e desta com as outras disciplinas. Essa particularidade é possível porque a História da Matemática possui vinculação com a história da humanidade.
É importante destacar que abordar os conteúdos disciplinares com base numa organização linear, tanto nas relações interdisciplinares quanto no interior das diversas disciplinas, poderá levar a práticas docentes que impossibilitam um ensino significativo.
Ensinar a Matemática recorrendo à sua história é tratá-la como uma manifestação cultural. A História da Matemática pode ser utilizada como recurso que traz apenas informações factuais (datas, nomes, locais, etc.), ou atuar como fonte de problematizações, que auxiliem nos processos de ensino e de aprendizagem, dentre outras.
Assim, cabe ao professor a missão de determinar em qual perspectiva esse recurso didático pode ser incorporado à sua prática pedagógica. No entanto, para utilizar a História da Matemática como recurso didático é necessário que o professor tenha clareza das diferentes perspectivas e dos diferentes enfoques da participação da História da Matemática na sala de aula, avaliando suas implicações pedagógicas.
É importante lembrar que o uso da História da Matemática em sala de aula não deve se resumir a uma simples narração dos acontecimentos históricos: ela deve ir mais além.
Ao abordar a História da Matemática em suas aulas, o professor deve destacar aspectos socioeconômicos e políticos na criação matemática, procurando relacionar com o espírito da época, correlacionando sua disciplina com as ciências em geral e com a sociedade como um todo.
Assim, percebe-se que História da Matemática é um recurso didático, que abre um leque de possibilidades para o trabalho com diferentes conteúdos. Em síntese, utilizando a História da Matemática em sala de aula o professor pode fazer com seus alunos compreendam a natureza dos objetos da matemática e como se desenvolveu essa ciência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

PESQUISA NO SITE